Conheça a trajetória de Muamar Kadafi

20/10/2011 14:31

 

 
Conhecido pelo jeito extravagante de se vestir e por usar guarda-costas mulheres, o coronel Muamar Kadafi, 68, era o chefe de Estado não monarca há mais tempo no poder no mundo até a tomada de Trípoli, em agosto deste ano. Kadafi comandava a Líbia desde 1969, quando tinha 27 anos e depôs o rei Idris I em um golpe de Estado sangrento.
 
Sua sobrevivência no poder se deveu a uma combinação da mão de ferro que usava contra dissidentes com a habilidade política, que usou para romper o isolamento diplomático que marcou o país após o envolvimento em atentados terroristas.
 
Veja algumas das datas de destaque na trajetória política de Kadafi:
 
1969 - Dirige o golpe de Estado contra o rei Idris.
 
1973 - Após um fracassado golpe de Estado, declara uma "revolução cultural" com a inclusão dos comitês populares de base, espécies de células políticas que atuam como pequenos ministérios.
 
1975 - Supera uma tentativa golpista.
 
1976 - Publica o chamado "Livro Verde", no qual defende uma "terceira teoria universal", que rejeita o capitalismo e o socialismo, por considerá-los alheios ao contexto social árabe.
 
1977 - Proclama a Jamahiriya (República de massas) com a criação dos chamados comitês revolucionários (organizações de base que controlam a atividade política) do novo Estado.
 
1981 - Caças americanos derrubam dois aviões líbios sobre o golfo de Sirte, reivindicado por Trípoli.
 
1986 - Os Estados Unidos bombardeiam com mais de 30 aviões alvos em Trípoli e Benghazi, matando a filha adotiva do líder líbio.
 
1992 - Kadafi é sancionado pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas por sua recusa em entregar os suspeitos pelos atentados contra um avião da companhia americana Pan Am, em 1988, e outro da UTA em 1989.
 
1994 - A ONU endurece as sanções e ordena o congelamento de ativos líbios no exterior.
 
1999 - Kadafi entrega os dois suspeitos pelo atentado contra a Pan Am, em Lockerbie (Escócia), e empreende uma campanha de promoção internacional.
 
2004 - O líder anuncia uma indenização às 160 vítimas do atentado contra a discoteca berlinense "La Belle" em 1986, pelo qual os serviços secretos líbios foram acusados.
O governo líbio e os familiares das 170 vítimas do atentado contra o avião da companhia UTA em 1989, pelo qual também se culpou a Líbia, assinam em Paris um acordo de indenização de US$ 1 milhão.
 
2009 - O Reino Unido entrega à Líbia o principal acusado pelo atentado de Lockerbie por estar doente.
 
2010 - Vários documentos diplomáticos americanos vazados pelo Wikileaks qualificam Kadafi como um homem "volúvel e excêntrico", que sofre de graves fobias e atua conforme seus caprichos.
 
2011
Fevereiro - Tem início uma revolta popular sem precedentes contra seu regime, fortemente reprimida por seu Exército, deixando ao menos 10 mil mortos, segundo organizações humanitárias.
 
Março - Começa um conflito civil.
 
Maio - O Tribunal Penal Internacional (TPI) solicita uma ordem de detenção contra ele, seu filho Saif al Islam e o diretor da inteligência militar do regime, seu cunhado Abdullah al Senussi, por supostos crimes contra a humanidade.
 
Agosto - Os rebeldes avançam e chegam a Trípoli após vários meses de combates com as tropas leais a Kadafi. Khamis Kadafi, filho de Muamar, morre enquanto comandava uma brigada de elite das forças leais ao ditador líbio. 
 
 
2leep.com
comments powered by Disqus
2leep.com

Comentar

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário